Núcleo Rio Branco

Incontestavelmente, a engenharia tem sido um dos pilares do desenvolvimento humano. O avanço da ciência e por conseguinte das técnicas, materiais, softwares e afins possibilita descobertas e estudos diários que contribuem para os mais variados condicionantes da vida em sociedade. Contudo, mesmo em um mundo globalizado e tecnológico, o acesso a engenharia, ainda que diante de legislações como o da engenharia e arquitetura pública, não é universal. O fator financeiro é o principal contribuinte para a heterogeneidade do acesso das pessoas aos serviços com qualidade e segurança.

Percebendo esta realidade e entendendo que existe a necessidade de promover o acesso homogêneo aos serviços de engenharia, ao conhecer o projeto Engenheiro sem Fronteiras (ESF) através do núcleo de Porto Velho, onde uma das integrantes palestrou sobre o ESF na I Semana Acadêmica de Engenharia civil da Universidade Federal do Acre, campus Rio Branco, uniu-se um grupo de estudantes de Engenharia Civil de instituições de ensino superior público e privado da cidade de Rio Branco (AC), sob a orientação da Engenheira Sanitarista e Professora da Universidade Federal do Acre: Heloísa Pimpão Chaves, com o objetivo de fundar um núcleo do ESF na cidade de Rio Branco/AC. Visto que os pilares deste são a engenharia, a educação, o voluntariado e a sustentabilidade, bem como a estrutura organizacional dos núcleos, nós (acadêmicos) enxergamos a oportunidade de transformar a realidade da sociedade acriana por meio da engenharia social e assim proporcionar qualidade de vida, empoderamento econômico e social, e ainda, engajar outras pessoas para que juntos possamos ser a mudança necessária para a construção de um futuro melhor.

O projeto Captação e Reuso de Água proveniente de condicionadores de ar (CAPRA) traz como proposta uma intervenção na Escola Estadual Professor Clícia Gadelha em Rio Branco – Acre. A intervenção visa a captação e utilização das águas residuais dos condicionadores de ar, prevendo a instalação de um reservatório que receba a água coletada a fim de que esta possa ser utilizada na limpeza da escola e uso geral bem como para irrigação. A destinação correta dessas águas residuais soluciona um problema existente: o acúmulo de lodo nas calçadas que circuncidam as instalações prediais da escola e que tem gerado acidentes e incidentes tanto com os estudantes quanto com os funcionários, e ainda, degrada a edificação. Aliada a tal prática, buscar a conscientização dos estudantes para com os recursos naturais e sua preservação por meio de palestras, atividades lúdicas e ações na execução do projeto contribui para consolidar os princípios do desenvolvimento humano e sustentável através da engenharia.

Tal projeto de Captação e Reuso de Água proveniente de condicionadores de ar (CAPRA) se encontra em desenvolvimento para a etapa de experiência do Núcleo Rio Branco.

Quer saber mais sobre o Núcleo Rio Branco? Acesse suas redes sociais ou entre em contato através do e-mail comunicacao.riobranco@esf-brasil.org

Status: Núcleo Júnior.