A ideia de criar um núcleo do Engenheiros Sem Fronteiras em Ouro Branco foi do aluno Ítalo, do curso Engenharia de Bioprocessos, durante a greve de 2012. Nesse momento surgiu a vontade de construir algo que tivesse um impacto positivo na comunidade. Na volta às aulas, Ítalo procurou outros estudantes que se interessavam pelo trabalho voluntário e queriam se tornar agentes transformadores em busca de um maior desenvolvimento social. No início, a equipe era formada por 5 pessoas que, com muito empenho, encontraram uma professora para ser coordenadora do núcleo e uma salinha no CAP, e desde então nosso núcleo cresce cada dia um pouco mais. Hoje, o ESF Núcleo Ouro Branco conta com 30 membros efetivos, que realizam projetos de engenharia social e ações sociais, visando à transformação positiva da cidade de Ouro Branco e região. Além disso, contamos também com o auxílio de 34 voluntários, que participam da realização de nossas atividades.

Projeto do Óleo para o sabão: Realizado em 2017 tinha como objetivo conscientizar as famílias que fazem parte do CRAS ( Centro de Referência de Assistência Social) sobre os prejuízos que o descarte irregular do óleo de cozinha pode causar ao meio ambiente. Além disso, ensinar as famílias a confeccionar o próprio sabão a partir do óleo de cozinha usado. Projeto Crotalária: Realizado em 2018, objetivando conscientizar a população acerca dos perigos do mosquito Aedes Aegypti, apresentando soluções inovadoras para combater a sua proliferação no período das chuvas e no verão, através da plantação de espécies do gênero Crotalária que são capazes de atrair predadores naturais do mosquito, como a libélula. Projeto Revitaliza CRAS: Finalizado em 2019, tinha como ideia principal reformar espaços públicos que de certa forma são negligenciados, muitas vezes por fata de orçamento ou mão de obra. Montar uma biblioteca para as crianças, com livros obtidos a partir de doações foi um projeto trabalhado em paralelo. Projeto Solarize: O projeto ainda em desenvolvimento consiste em construir um aquecedor solar sustentável com canos de PVC, que serão envolvidos por garrafas pet transparentes de 2 litros. Estes dois materiais são utilizados para proteger e capitar o calor do sol para aquecimento de água por todo o sistema de painéis.

Projeto do Óleo para o Sabão: Pode-se dizer que o projeto impactou de forma direta, cerca de 30 pessoas que participaram do minicurso no Cras e indiretamente, cerca de 150 pessoas que receberam as cartilhas. Com o fim desse projeto foi possível perceber que houve uma forte troca de conhecimentos, além de uma maior aproximação entre parte da população de Ouro Branco e os membros do Engenheiros Sem Fronteiras, a fim de conseguir uma cidade com uma maior qualidade de vida para todos. Projeto Crotalária: Com o plantio e a distribuição das mudas de Crotalária na cidade, e pela conscientização e distribuição das sementes e mudas nas escolas, o Engenheiros Sem Fronteiras Núcleo Ouro Branco buscou conseguir fornecer uma ferramenta a comunidade de Ouro Branco para diminuir o número de mosquitos, juntamente com os cuidados básicos de descarte de materiais e manejo correto de vasos de plantas e recipientes abertos. O resultado foi positivo e impactou diretamente à comunidade, fazendo com que nosso objetivo fosse atingido.

Quer saber mais sobre o Núcleo Ouro Branco? Acesse suas redes sociais ou entre em contato através do e-mail ourobranco@esf-brasil.org

Status: Núcleo Pleno.