Apresentamos aqui os dez projetos selecionados pela nossa comissão editorial da Revista Brazilian Journal of Sustainability, nesta edição foram selecionados artigos apresentados no 5° Congresso Brasileiro do Engenheiros Sem Fronteiras, realizado em 2018 na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Esta edição foi conduzida pelo Editor: Douglas Vieira Barboza, Universidade Federal Fluminense e João Miller de Melo Henrique, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Acesse a revista completa na plataforma OJS clicando aqui

Artigos selecionados e resumo:
1) AMANA: Aproveitando a Água da Chuva

Os problemas relacionados à escassez de água se espalham pelo mundo, dada ademanda crescente desse recurso. Ainda assim, é comum o uso sem controle deste bem, o que agrava a situação de instabilidade quanto à sua disponibilidade. No Brasil, vivemos uma crise hídrica nos últimos anos, o que motivou soluções inovadoras para contornar as situações desfavoráveis, e assim, surgiu o projeto de captação de água pluvial e atual projeto AMANA, do Engenheiros Sem Fronteiras (ESF), Núcleo Viçosa. O projeto é uma solução de baixo custo e alto impacto com grande potencial de escalabilidade que vem mostrando resultados surpreendentes. O objetivo deste trabalho é mostrar a motivação e os resultados que foram alcançados, e além disso, os próximos passos a serem tomados e nossa motivação. O AMANA é um modelo para várias outras iniciativas no mesmo sentido, demonstrando a credibilidade e apoio dado pela população a esta iniciativa. Sendo assim, o projeto AMANA pretende se tornar referência na rede ESF-Brasil, impactando o maior número possível de pessoas. Leia mais…
Palavras-Chave: Sustentabilidade. Impacto Social. Meio Ambiente. Recursos hídricos.

2) Investigação de Manifestações Patológicas nas Edificações após Atividade Mineradora no Município de CARAÚBAS -RN

A atividade de desmonte de rocha é um dos principais elos da cadeia produtiva da atividade da extração mineral, com influência direta nas etapas de carregamento, transporte e beneficiamento. O uso de explosivos nessa atividade, denominada desmonte de rocha, traz impactos diversos à comunidade circunvizinha, com particular importância quando as populações e o seu patrimônio são afetados. Esses efeitos se traduzem na geração e propagação da vibração pelo solo, que podem levar desconforto a população e danos estruturais nas edificações. Neste âmbito, objetivou-se identificar as principais patologias geradas às estruturas das residências ao entorno da pedreira, bem como verificar o raio de atuação da vibração com a atividade mineradora. Para obter os resultados da pesquisa, foram aplicados questionários a população e junto à pedreira, buscando relacionar patologias apresentadas nas edificações amostradas, com as vibrações resultantes do desmonte de rocha. Diante do exposto, verificou-se que as principais patologias apresentadas são: trincas e rachaduras de alvenaria, rachaduras em reservatórios de água e infiltrações. Através do mapa do raio de atuação de vibração, verificou-se também que quanto menor a distância entre edificação e pedreira, mais severas as patologias identificadas. Leia mais…
Palavras-Chave: Patologia. Edificação. Pedreira.

3) Integre-se por Luz: iluminação de ruas e espaços públicos utilizando postes de energia solar na Vila Acaba Mundo em Belo Horizonte

O projeto tem como proposta solucionar a falta de iluminação pública em diversos pontos da cidade, diminuindo a sensação de insegurança de transeuntes e o abandono dos locais, utilizando postes de energia solar. Pretende-se levar mais conforto e segurança às populações de áreas carentes através de tecnologia limpa, sustentável e econômica. O local onde está sendo realizada a primeira edição é a Vila Acaba Mundo, uma das comunidades mais antigas de BH que abriga mais de duas mil pessoas. Os postes serão implantados na rua nomeada como “Monte Azul”, por onde muitas pessoas precisam transitar todas as noites sem nenhum ponto de iluminação pública por dezenas de metros. Enquanto está sendo desenvolvido e testado o protótipo do poste fotovoltaico, foram realizadas ações de engajamento comunitário buscando aproximar os moradores locais aos objetivos da organização. As atividades incluíram ações de educação ambiental, culturais e recreativas, intervenções físicas e roda de conversa. A ideia base do projeto é de que ele seja replicável e expandido para outras localidades, além de o trabalho na Vila ser contínuo, impactando positivamente cada vez mais pessoas. Leia mais…
Palavras-Chave: Poste. Fotovoltaico. Solar. Iluminação. Comunidade.

4) Apoio Técnico Gratuito à Pessoas Hipossuficientes em Processo de Usucapião

A ONG Engenheiros Sem Fronteiras -Núcleo Natal iniciou suas atividades no ano de 2013, em 2016 criou o Projeto que recebe o nome de Defensoria Pública em virtude da parceria firmada entre a ONG e a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte. A finalidade desse projeto é fornecer apoio técnico para pessoas hipossuficientes que se encontram em processo da usucapião. A metodologia segue a sequência de recebimento da demanda da Defensoria de pessoas a serem beneficiadas, organização da equipe para realizar a visita técnica, contato com a defensoria para Transporte dos membros ao local, levantamento (medições in loco com trena e GPS), elaboração do croqui e relatório e, por fim, a emissão da Assinatura de Responsabilidade técnica –ART. Este artigo tem por objetivo, produzir um levantamento de dados referente aos projetos realizados até o momento pela ONG em conjunto com a Defensoria Pública, como também exemplificar o fluxo de atividades utilizado pela equipe para a entrega do projeto. Os dados levantados relatam que até o ano de 2018, a ONG entregou 18 projetos, e encontra-se com um total de 19 em andamento, e 42 pendentes. Leia mais…
Palavras-Chave: Usucapião. Defensoria Pública. ONG.

5) A Engenharia Popular na Construção de Outra Economia: Experiência Agroecológica dos ESF-SP e MST

Este trabalho apresentará o projeto Cidade Agroecológica criado em parceria com a Regional Grande São Paulo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) para contribuir com o seguinte objetivo geral: viabilizar processos de produção e comercialização de alimentos agroecológicos na RMSP. Propõe-se fomentar a aproximação campo-cidade entre o assentamento rural Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) São Luiz (situado no cinturão verde da RMSP, na zona peri-urbana do município de Cajamar) e o Grupo de Consumo Responsável do Sindicato dos Arquitetos do Estado de São Paulo (GCR do SASP), de modo a contribuir para a segurança alimentar da população e promover o desenvolvimento territorial rural sustentável. Os resultados atingidos até o momento mostram que o projeto tem sido capaz de consolidar uma alternativa de comercialização que é capaz de distribuir alimentos sem agrotóxicos a um preço acessível. Nota-se também que a consciência do consumidor e a transformação de suas práticas de consumo são de grande importância para a viabilização desse modo de comercialização, o que, por sua vez, é ilustrativo da necessidade da sociedade civil organizada para tocar as pautas que acredita. Por esse motivo que o núcleo São Paulo do Engenheiro sem Fronteiras acredita ser de grande importância a construção desse projeto em parceria com o Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra, o qual pauta e pratica a agroecologia enquanto modo de produção para garantir a soberania alimentar de nossa população. Leia mais…
Palavras-Chave: Agroecologia. Consumo Responsável. Engenharia Popular. Soberania Alimentar.

6) PROCAP: Um Modelo de Programa que Aproxima Viçosa do Mercado de Trabalho e Constrói Pontes Com A Universidade

No município de Viçosa, 34 em cada 100 pessoas têm rendimento nominal mensal per capita de até meio salário mínimo. Algumas alternativas para desenvolvimento e incrementoà renda familiar são o aperfeiçoamento pessoal (através de cursos, por exemplo) e o empreendedorismo. Em 2016 o PROCAP, projeto do Núcleo Viçosa, iniciou suas aulas de processamento de alimentos, a fim de desenvolver alunos que já apresentam alguma experiência na área ou que querem iniciar um negócio. Desde então, foram impactados cerca de 70 (setenta) alunos diretamente, e pretende-se atingir mais 30 (trinta) até o encerramento da edição em andamento. São ministradas dez aulas ao longo de um semestre, pontuando noções de boas práticas de fabricação, conservação, processamento de alimentos de origem animal e vegetal, embalagens e empreendedorismo. Concomitantemente, está em planejamento o fechamento do ciclo, para que além do formato de aulas já estruturado, haja o impulsionamento de alunos que apresentarem interesse em prosseguir o projeto. Isto se concluirá através da oferta de treinamentos mais específicos, produção de alimentos em maior escala e a venda nas feiras da cidade de Viçosa, reforçando a parceria com a prefeitura. O objetivo do projeto é levar às comunidades de interesse aulas técnicas de processamento de alimentos, incentivar a geração de renda através do conhecimento adquirido e aproximar os cidadãos de Viçosa da comunidade acadêmica. Leia mais…
Palavras-Chave: Processamento de Alimentos. Educação. Empreendedorismo.

7) O Projeto ALAS (Aplicação de Lean na Área de Saúde) na Farmácia da Santa Casa de Limeira

O projeto ALAS -Aplicação de Lean na Área da Saúde –visa a aplicação da filosofia Lean e suas ferramentas no setor de farmácia da Santa Casa de Limeira. A farmácia é o local que recebe, estoca e redistribui os medicamentos que são enviados para o Hospital. O LEAN é um conjunto de práticas e filosofias que consistem em continuamente promover a redução de desperdícios. São realizados vários ciclos para que os pontos positivos e negativos sejam analisados e melhorados a cada ciclo. Logo, o projeto deve analisar todos os processos realizados na farmácia desde o recebimento até a distribuição para as outras áreas da Santa Casa e procurar organizá-los, com melhorias. O projeto pretende fazer com que a Farmácia da Santa Casa se torne mais organizada e possa realizar pedidos e transferências com menos tempo de espera para o receptor, menos erros de pedidos. Dessa forma, beneficia-se tanto a Santa Casa, como farmácia e demais setores, e principalmente a população usuária do hospital. Leia mais…
Palavras-Chave: Lean. Health Care. Santa Casa. Farmácia. Hospital Público.

8) A Experiência do Projeto de Capacitação e Aperfeiçoamento Profissional (Segunda Edição) em Limeira-SP

O PROCAP Limeira Segunda Edição foi um projeto realizado pelo Engenheiros Sem Fronteiras -Núcleo Limeira que impactou jovens do CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social) e Escola Estadual Professor Paulo Chaves. A ideia desse projeto surgiu por meio da inspiração no projeto realizado pelo Engenheiros Sem Fronteiras -Núcleo Viçosa. Durante o Projeto de Capacitação e Aperfeiçoamento Profissional foram realizados dois Cursos de Difusão Científica de carga horária de 16 horas relacionados a conteúdos de engenharia. O primeiro curso teve como foco ensinar jovens sobre os conteúdos de Logística Aplicada e controle de qualidade. No segundo curso, cujo tema foi Segurança do Trabalho, realizou-se uma visita técnica em uma empresa no interior de São Paulo para contextualizar na prática todo o aprendizado em sala de aula. A estruturação do projeto envolveu o planejamento de aulas, palestras, coffees e dinâmicas didáticas que permitiram a aproximação dos participantes ao ambiente universitário incentivando-os a continuarem os estudos e a ingressarem na universidade. Além disso, os alunos de ambos os cursos receberam um certificado de participação da UNICAMP, o que agregou valor aos seus respectivos currículos profissionais. Leia mais…
Palavras-Chave: Educação. Cursos. Engenharia. Voluntariado.

9) Projeto Escola Eficiente Aplicado em Duas Instituições da Grande Florianópolis

O projeto Escola Eficiente tem como objetivo ressaltar a importância da interação entre seres humanos e o meio ambiente, e vice-versa, trabalhando assuntos como fauna, flora, resíduos e água. Os temas fauna e flora tiveram como intuito trabalhar a preservação do meio ambiente, importância dos animais livres na natureza, reflorestamento, manipulação de hortas, etc. O tema resíduos visou a reciclagem e a destinação do resíduo orgânico em composteiras, com a finalidade de gerar adubo para as hortas. Por fim, o tema água foi trabalhado de forma a conscientizar a utilização de água potável, sendo projetado um sistema de captação da água da chuva, a qual será atribuída à limpeza de pátios e salas. Ressalta-se ainda a presença de dois intercambistas, que atuaram em alguns temas abordados. O projeto escola eficiente foi concluído de forma satisfatória, de modo a amplificar os conhecimentos de todos os envolvidos. A interação com a comunidade proporcionou a todos os membros do ESF -Núcleo Florianópolis uma experiência extraordinária, que tocou corações e mostrou o significado da frase “Juntos somos mais fortes”. Além disso, caso o projeto tivesse sido financiado seria necessário mais de R$ 1.000.000,00. Por fim, esse projeto impactou mais de 800 pessoas, entre crianças. jovens e adultos, e seu familiares. Leia mais…
Palavras-Chave: Educação ambiental. Fauna. Flora. Água. Resíduo.

10) O Projeto “Cisternas Nas Escolas” na Escola Municipal de Ensino Fundamental Desembargador Amorim Lima

O presente artigo descreve o projeto Cisternas nas Escolas desenvolvido com alunos do 6º ano da E.M.E.F. Desembargador Amorim Lima, localizada na região metropolitana de São Paulo. Com o objetivo de apresentar temas teóricos vistos em sala de aula de forma prática, foram desenvolvidas e realizadas 15 atividades lúdicas entre, jogos, apresentação de maquetes, realização de experimentos, entre outros, para desenvolvimento dos diversos conceitos apresentados no roteiro de estudos da escola com o tema água, e a elaboração de um projeto de engenharia de sistema de captação de água da chuva, o qual foi implantado ao final. Com uma capacidade de armazenamento de 2.500l, foi implantado o sistema após elaboração de projeto pelos alunos, e de forma paralela, pelos voluntários do ESF -SP. Com a finalidade de limpeza das dependências da escola, estima-se que ao final de um ano serão economizados 86.400 l. Leia mais…
Palavras-Chave: Cisterna. Água da chuva. Educação Integral.